Resposta ao leitor "Anônimo"

Comentário do Nobre Leitor Anônimo:

"Eu entrava neste blog diariamente. Entrava.
Esta é a última vez que visito este espaço.
Juro pelo meu coração avaiano!
Simplesmente repugnante a postura deste blog em relação ao Marquinhos!
A divergencia de opniões sempre vai existir, há que se respeitar, mas pedir banco à nosso Idolo e Maestro vem mostrar não somente a completa ignorancia futebolistica de quem aqui escreve mas tambem um profundo desrespeito a historia deste jogador junto a nosso clube de coração.
O brasileiro em geral, é um povo ignorante e de memória curta, o cenário politico em que vivemos e a nossa postura inócua em relação a ele que o diga.
O individuo que falou do Marquinhos, ne, quero saber quem foi, apenas se revelou muito brasileiro e pouco avaiano!
E não precisa autorizar a publicação, apenas leia, e pense a respeito!
Boa sorte com o blog!"

Resposta do Blog DeVirada:

Nobre leitor desconhecido,

Aqui no blog DeVirada não temos espaço para ignorância. Muito pelo contrário, as pautas são sempre voltadas para o melhoramento do Avaí e do torcedor em sí. Não temos bocas alugadas e todos, repito, todos que aqui escrevem tem opinião formada sobre tudo que ocorre no Avaí. Só não participamos do Avaí Futebol Clube 24 horas por dia porque não trabalhamos no clube.

Caso Marquinhos: O post do meu nobre colega Fábio Fejaum pedindo que Marquinhos fosse para o banco de reservas, que na minha opinião naquele momento tinha fundamento, até porque quem conhece de futebol, sabe diferenciar quando o jogador está evoluindo e mostrando futebol em campo, era muito prudente naquele momento. Tudo bem que a equipe toda não estava rendendo o esperado, mas Marquinhos Santos até o jogo contra o Imbituba não estava nem se esforçando. Longe do blog querer desmerecer o que o jogador já fez pelo Avaí, até porque para nós ele sempre será um ídolo, mas com o futebol que ele vinha apresentando não dava mais para não opinar.

Agora se para o Nobre torcedor Anônimo estava bom o futebol que ele vinha apresentando, me desculpe, só se for para o Catarinense, porque a hora que o Brasileiro chegar se não houver comprometimento geral não há grupo no papel que faça uma campanha boa.

Nós do DeVirada somos a favor do futebol legitimamente Avaiano, com raça, com pegada, com marcação na saída de bola como ocorreu no jogo de ontem. Um jogador que demostra isso a todo momento, mas não vinha atuando assim é exatamente Marquinhos Santos. A intenção do post foi exatamente despertar novamente este sentimento no jogador e não denigrir a imagem do atleta.

Mas o Nobre leitor Anônimo pode ficar a vontade para opinar e para também não ler o blog, mas com toda a certeza, sem crítica não há crescimento e se é isto que cativa o Nobre leitor, não será este o blog que seguirá certamente!

Forte Abraço do blog DeVirada


Update (por Fábio Feijão):
Caro leitor "Anônimo".
Complementando as sabias palavras do nobre Anderson, por favor, sempre que possível, volte aqui e faça suas críticas, sem cerimônias! Nosso blog é um espaço democrático e que serve justamente para que cresçamos com as divergências de ideias.
Mas por favor, assim como temos orgulho de fazer todos os dias aqui no DeVirada, deixe de se esconder atrás de seu "apelido" ou do seu "avatar" e mostre quem você é. Porque de terroristas que se escondem atrás de um computador, esta blogosfera já está cheia.
Um forte abraço e muito obrigado pelo seu comentário! =)

11 comentários:

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Pois o ANÔNIMO tem toda a razão. Pedir banco para o Marquinhos é completamente fora de sentido, meu velho. Ele é o nosso maior patrimônio, é o ídolo da galera e se estiver se arrastando em campo, manco, perna quebrada, tonto ou sei lá ou que, arranjem um lugar pra ele.
O que tem que acabar é esse troço de futebol de resultados. No dia em que os craques, mesmo em dias infelizes, forem afastados do futebol, passo a torcer para outro esporte.

Anderson disse...

Grande Alexandre,

Como citei no post, naquele momento ele merecia pelo menos sair no banco, para que assim o bom futebol voltace. Como não foi preciso, fico feliz que ele continue na equipe, agora concordar que o jogador fique no time jogando so com o nome não dá né?

Abraços

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Anderson, lamento, meu caro, que inventem um futebol para um craque jogar sentado, hehe.

Anderson disse...

Pra esse já existe o show ball, agora profissionalmente e ganhando uma fortuna sentado não dá! haha

Marcio Ingleses disse...

Concordo com os blogueiros do DeVirada, o Marquinhos pelo que representa ao Avai estava muito aquém do que poderia produzir, e pior que a parte técnica era a vontade (ou falta da mesma), e isso refletia no time inteiro (um banquinho até que poderia fazer bem a ele). Apenas no nome ninguém mais sobrevive no futebol (vide Ronaldo, Beletti, Sávio (sic) etc...)se não produzir perde espaço. Hoje futebol é de resultados sim, quem não gostar que mude de esporte (caso exista algum que não for de resultados).

Leonardo disse...

Acontece que Marquinhos é um líder, é um craque, mas tem que mostrar que joga como craque. O que não pode acontecer é ele ficar jogando só no nome. Se não, o que vai ocorrer é que os outros jogadores dirão: por que eu tenho que me matar em campo e ele que ganha uma fortuna, não está colocando raça e determinação? Desculpe, mas é inadmissível, um jogador ganhar o que ele ganha, e em 15 jogos, inúmeras cobranças de falta junto a grande área, acertar apenas 2, uma na trave e o gol da última partida. Nem na aréa dos 3 paus as outras chegaram...ou então o goleiro defendeu. Foram todas para fora. Eu não me conformo....um profissional do gabarito dele teria que acertar todas no gol, se o goleiro defende é outra coisa...

Mauricio Filho disse...

Anderson, até entendo que "aqui fora" nós podemos protestar contra o futebol abaixo da média que o Marquinhos vinha apresentando. Porém, na prática, nenhum treinador é maluco de deixar o ídolo no banco. Tanto pela reaçao da torcida, que no primeiro erro de passe já xingaria o Silas, quanto pelo próprio Marquinhos e os demais jogadores. É muita política ali no meio.

Fazer isso seria jogar contra todo mundo. Precisamos do craque dentro do campo, e não fora dele puto da cara! hehe. Força, Marquinhos!

Fábio Feijão disse...

Alexandre,

"O que tem que acabar é esse troço de futebol de resultados."

Mas futebol não se faz com resultados? Ou se o Avaí perder todas daqui pra frente, você acha que o clube dura mais do que um ou dois anos?

Futebol se faz com resultados, sim senhor! Marquinhos pode ser patrimônio do clube, mas precisa jogar mais futebol. Se ele continuar com seu futebol abaixo da média e deixarmos quem quer "comer a bola" (leia-se Estrada) de fora, só estaremos fazendo com o time avaiano jogue menos do que podia. Aí meu companheiro, pra uma crise ou um racha no elenco, é dois toques.

Mas vamos lá. Sabemos que o galego joga muito mais do que está jogando. Um banco pra ele ficar ligado, é o mesmo que o pai deixar o filho de castigo. É para o seu bem.

Abraços!

Fábio Feijão disse...

Marcio Ingleses,

Você falou tudo: "Apenas no nome ninguém mais sobrevive no futebol".

Vibramos quando Marquinhos foi contratado, porque sabemos do potencial deste jogador. Apenas, exigimos que ele jogue o que sabe. Nada mais que isso.

Abraços!

Fábio Feijão disse...

Leonardo,

O que você falou se encaixa em um dos meus medos:
"Se não, o que vai ocorrer é que os outros jogadores dirão: por que eu tenho que me matar em campo e ele que ganha uma fortuna, não está colocando raça e determinação?"

Infelizmente, sabemos que o jogador de futebol é uma "raça" complicada. E quando há um racha no elenco, este está fadado ao fracasso.

Sendo assim, deve-se existir apenas um critério para que um jogador fique entre os 11: jogar um bom futebol, nada mais.

Abraços!

Fábio Feijão disse...

Mauricio Filho,

Assim como respondi ao Leonardo, penso da seguinte forma:
"Deve-se existir apenas um critério para que um jogador fique entre os 11: jogar um bom futebol, nada mais."

Marquinhos merece uma estátua na Ressacada, mas pelo que ele fez e não pelo que ele está fazendo em 2011 até o momento. Digo "até o momento", pois sabemos que logo o seu bom futebol volta.

Mas enquanto não volta, sejamos justos com os outros jogadores.

Abraços!

Postar um comentário