4-5-1 ou 3-6-1?

Representação tosca do nosso 4-5-1
Uma coisa é certa: jogando com dois "camisas 10" típicos, Ricardinho precisará montar um esquema tático com apenas um atacante, o típico camisa 9.
Até o momento, o time montado nos treinamentos é o 4-5-1, com dois zagueiros, dois laterais, dois volantes, três meias e um atacante.
O problema deste esquema, na minha visão, é o fato de precisar de dois laterais que tanto apoiem como defendem e isso, hoje o Avaí não tem. Desta forma, na subida deles, os zagueiros deveriam apoiar, mas aí, deixariam a zaga na mão dos volantes, o que pode tornar muito perigoso. Além disso, creio que três meias acabe sendo um exagero, sobrecarregando o setor e prejudicando a liberdade dos craques Marquinhos e Cléber Santana.
Representação tosca do nosso 3-6-1
Por isso tudo, julgo que um 3-6-1 seja mais adequado: com três zagueiros, nossos laterais podem se concentrar mais no ataque (características essas de Julinho e Arlan - esse último infelizmente machucado) e assim, o miolo de zaga não ficar desprotegido quando houver necessidade de cobertura em uma das laterais. E da mesma forma, nossos "dois camisas 10" poderão atuar mais pelo meio, deixando as alas para nossos "ponteiros" e assim, sobrecarregar com chances de gol o nosso camisa 9, Reis.

4 comentários:

Bruno Carvalho - Resistência Avaiana disse...

Nobres,

Até concordo que o 3-6-1 seja a melhor opção, mas nunca vi o Avaí dar certo jogando apenas com um atacante. Até teve uma vez, meio recente, mas foi um jogo só...

Tenho certeza de uma coisa, mesmo com um elenco se formando, Ricardinho vai conseguir perder jogos, porque é muito FRACO.

Abs!

André Rodrigues disse...

Eu já havia pensado sobre isso no jogo da Copa do Brasil... e acho que o Ricardinho pode fazer isso com o Bóvio ficando ligado na zaga e com Jeferson Maranhão tendo liberdade para avançar, daí Márcio Diogo faz a direita e Alê e Eduardo Costa fecham o meio: 3 - 4 - 2 - 1 no defensivo, e 3 - 4 - 3 no ofensivo.

Fábio Feijão disse...

Bruno,

Também tenho minhas dúvidas se Reis conseguirá dar conta do recado sozinho. Ele ainda precisa mostrar mais futebol. Lembra do Vandinho? Só foi artilheiro do Brasil naquela temporada, porque o meio deixava ele na cara 15 vezes por jogo, aí ele conseguia perder 14 e fazer uma.

Quanto ao Ricardinho, to achando um bom técnico até agora. Conseguiu tirar leite de pedra e levar o Avaí longe demais no Catarinense. Só na Copa do Brasil (3x0 em casa) que fez cagada, mas a culpa também foi do time, que não jogou nada.

Abraços!

Fábio Feijão disse...

André,

Uma boa pedida também. Na sua sugestão, deixa o mais importante: CS88 e M10 soltou no meio de campo, que é onde eles dominam.

Abraços!

Postar um comentário