Desfazendo parte da cagada.

Conforme confirmado ontem no site oficial do clube, o soldado Hemerson Maria está de volta à Ressacada.
No início do ano passado, o Avaí havia finalmente achado um excelente diretor de futebol com conhecimento de mercado de jogadores: Carlos Arini. Este montou o time que foi Campeão Catarinense naquele ano contra o seu maior rival, na casa deles, tornando-se o mais vezes campeão de Santa Catarina. Após esta conquista, Arini foi demitido de forma injusta e substituído pelo maior erro da última década no Avaí: a contratação de Marcelinho Paulista. Muito mal explicado, alguns segmentos da imprensa diziam que isto foi uma manobra política para satisfazer uma parceria - até hoje não muito bem contada - entre Avaí e Corinthians.
Hemerson, que havia subido para o comando técnico para tapar buraco e em seguida ser substituído por um técnico da tal parceria, brilhou mais do que os dirigentes avaianos esperavam e por isso, não tiveram como demití-lo. Mas durante a Série B 2012, fazendo uma campanha regular, finalmente fizeram o que queriam desde o primeiro semestre: mandaram o cara embora contra a vontade da torcida avaiana.
Depois de muita lambança, Marcelinho se demitiu, vários outros técnicos tentaram fazer algo decente e agora, a diretoria voltou atrás: Maria está de volta.
Que o soldado avaiano seja bem vindo de volta ao Avaí Futebol Clube e que os próximos passos sejam a contratação de profissionais competentes na gestão de futebol do meu clube.

1 comentários:

Anônimo disse...

LAMENTÁVEL A SITUAÇÃO DA BASE DO AVAÍ FC

Após saída da parceira Laranja Mecânica, no qual mesmo já contestada por excessos de gastos e proteção a seus jogadores, saíram vários atletas e outros por sair e além disso o coordenador da base ia muito pelo cabeça do Holandês e de certa forma ficou órfão. Cheguei e muita gente também a presenciar discussão atleta e comissão técnica, após o jogo de sábado diante do Juventus e nessa queda de braço ganho o atleta.
Alguns profissionais desse departamento estão perdidos e confusos e sem comandos, e até a direção já detectou esses problemas e pode haver mudanças e radicais em vários setores, os investimentos vão está dentro da realidade do clube, falta critério, organização e comando, entretanto, o caráter e honestidade desses profissionais, são inquestionáveis, já a qualidade de muitos atletas e suas origens e outras situações estão sendo questionadas.
Desejo que meus amigos da Ressacada da base, se encontrem e voltem ao caminho de sucessso e trabalho, boa sorte.

http://fabioluizmachado.blogspot.com.br/2013/06/lamentavel-situacao-da-base-do-avai-fc.html

Isso comprova de uma vez por todas que existia o tal parceiro holandês e que o Avaí novamente deixou a "influência externa" mandar em tudo, escolhendo jogadores e ficando com a % deles, gastando mais do que deveria, etc. É muita bagunça para um clube só, não sei como ainda recebeu o certificado da CBF de clube formador, piada né. Isso mostra o porquê do Avaí não saber conduzir a transição entre a base e profissional, revelar poucos jogadores e por aí vai, chega de amadorismo!

Lucas Morais

Postar um comentário